finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Americanos ‘vendem o corpo’ por até R$ 150 mil

Cabelos, óvulos, leite materno, rins e fígado equivalem, somados, a um Dodge Ram

Gustavo Santos Ferreira

16 de outubro de 2013 | 15h35

A Bloomberg TV afirma que alguns americanos, “em busca de novas maneiras de ganhar dinheiro”, estão vendendo partes do corpo, dos cabelos aos rins – cada pessoa vende um rim só, evidentemente, caso contrário não estará viva para receber o pagamento.

Se somássemos todos os “produtos” citados pela reportagem, o corpo de um homem americano estaria avaliado em cerca de R$ 118 mil. No caso de uma mulher, as possibilidades de comércio aumentam. Com óvulos e leite materno, o corpo de uma americana valeria mais de R$ 150 mil – mesma faixa de preço de um carro Audi A3, por exemplo.

No vídeo Corpo americano, uma máquina de fazer dinheiro, a cotação dos “produtos” é apresentada por uma modelo.

Segue a lista de preços:

Cabelos. Entre R$ 216 e R$ 3,2 mil (cotação de R$ 2,16 por dólar), de acordo com o site www.buyandsellhair.com;

Leite materno. Entre R$ 2,16 e R$ 10,80 por onça (medida equivalente a 31,103478 gramas), no www.onlythebreast.com;

Óvulos. Entre R$ 15,1 mil e R$ 18,4 mil – Os Estados Unidos são o único país do mundo onde essa venda é permitidade pela lei; a cotação é do laboratório Shady Grove Fertility Center;

Rim. R$ 34,2 mil, no mercado negro;

Fígado. R$ 79,9 mil, idem.

A cotação de rins e fígados são estimadas pela Universidade de Chicago.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: