As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Analista: Facebook ‘não justifica’ valor de mercado de US$ 50 bi

Há 20 anos no Vale do Silício, investidor é cético ante a rede social

Carla Miranda

20 de janeiro de 2011 | 10h51

A rede social online Facebook, apesar de ter mais de 500 milhões de adeptos e ser a maior do mundo, ainda não demonstrou capacidade de gerar uma receita que justifique seu atual valor de mercado, segundo um especialista ouvido pela “Folha de S.Paulo”.

Greg Sushinsky, investidor do Vale do Silício há 20 anos, disse ao jornal: “Ao contrário do Google, ainda não está claro o modelo de negócios para o Facebook sair do estágio inicial. Não sabemos como ele conseguirá ampliar as receitas para justificar sua valorização, que no caso de um IPO pode subir mais”.  A sigla em inglês IPO se refere à oferta pública inicial de ações, momento em que uma empresa entra na bolsa de valores.

Atualmente, especula-se que a receita do Facebook seja de US$ 1,5 bilhão por ano, e o lucro, de apenas US$ 500 milhões, um centésimo do atual valor de mercado, que está em torno de US$ 50 bilhões.

A reportagem está no site da “Folha” (para assinantes)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.