As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Banco tenta vender título lastreado em músicas de Bob Dylan

Sociedade de arrecadação de direito autoral procura forma exótica de captar recursos

Carla Miranda

31 de agosto de 2012 | 07h00

bob_dylan_ae_ana_tucci.jpg

O banco americano Goldman Sachs tenta colocar no mercado – por enquanto, sem sucesso – um título no valor de US$ 300 milhões, lastreado em músicas de diversos artistas, incluindo Bob Dylan e Neil Diamond, informa o Financial Times.

O papel foi criado pela Sesac, uma sociedade de arrecadação de direitos autorais dos Estados Unidos, com o intuito de captar dinheiro no mercado sem recorrer a empréstimos no banco nem à emissão de títulos tradicionais.

O negócio consiste em juntar o dinheiro arrecadado com royalties que o artista pagaria à sociedade e repassá-los a investidores na forma de um título.

Mas a iniciativa encontrou resistência no mercado, segundo o FT. O jornal conta que o Goldman Sachs queria lançar o título no começo de agosto, mas, após reuniões com investidores, acho melhor adiar o projeto para setembro. De acordo com a reportagem, ainda não se conseguiu encontrar uma forma adequada de estrruturar papéis exóticos como esse.  A agência de classificação de risco Standard & Poor’s avalia o título como BBB-.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.