As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Bancos exageram crítica à regulação, diz especialista

Para conselheiro do BIS, bancos preveem o pior cenário da maior regulação

Carla Miranda

31 de maio de 2010 | 10h01

Os bancos internacionais estão exagerando suas previsões sobre os efeitos negativos do aumento da regulação do sistema financeiro, segundo o economista Stephen Cecchetti, conselheiro do BIS (“Bank of International Settlements”, uma espécie de banco central dos bancos centrais).

Em entrevista o jornal Financial Times, ele disse que alguns bancos têm traçado “cenários apocalípticos” porque estão considerando “o maior impacto para o máximo de mudanças [de regras] e o mínimo de adaptações de comportamento”.

“Eles [os bancos] pressupõem que não vão ajustar seus negócios às reformas regulatórias e que o resultado para a economia será o pior possível”, afirmou Cecchetti ao jornal. O economista está preparando um estudo do impacto internacional das reformas financeiras.

Leia a reportagem no site do Financial Times (em inglês)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.