As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Bilionário Carlos Slim enfrenta a TV de Chaves e Carrossel

Magnata decidiu parar de anunciar na TV que lançou Chaves e Carrossel

Carla Miranda

18 de fevereiro de 2011 | 15h38

O homem mais rico do mundo testa sua própria força e a da maior rede de televisão de seu país, o México. Carlos Slim, magnata das telecomunicações, decidiu que não vai mais anunciar na Televisa,informou o “Wall Street Journal”. O bilionário tem uma fortuna de US$ 53,5 bilhões, segundo a revista “Forbes“.

O dono da America Movil (por sua vez controladora da brasileira Claro) acha que não vale a pena anunciar na rede que já produziu sucessos internacionais como Chaves e Carrossel. A Televisa aumentou o preço dos anúncios entre 10% e 15% em 2011, e foi o primeiro aumento em quatro anos, segundo o “Journal”.

Mais do que uma disputa entre duas empresas, essa história é uma amostra de como as empresas de mídia estão sujeitas a se tornarem reféns do setor de telecomunicações. Slim já disse, segundo o jornal nova-iorquino, que pode rever sua decisão se a Televisa voltar atrás em relação ao preço cobrado nos anúncios. A decisão do bilionário gera uma perda de US$ 75 milhões à Televisa, 4% no faturamento da rede de TV.

Leia a reportagem no site do “Wall Street Journal” (em inglês)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.