As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Carrefour quer comprar rede de varejo no Brasil, diz diretor

Grupo está interessado também em adquirir empresas na Índia e na Espanha

Carla Miranda

23 de abril de 2010 | 09h51

Atualizado às 12h25*

O Carrefour, segunda maior rede de varejo do mundo, está interessado em comprar empresas no Brasil, na Índia e na Espanha, disse o diretor financeiro da companhia, Pierre Bouchut, ao jornal britânico Financial Times.

A afirmação de Bouchut foi dada de passagem, sem apresentar detalhe. Ele tentava deixar claro que a empresa ainda terá caixa para investimentos e aquisições mesmo depois de a empresa ter anunciado que recomprará 6% de suas ações, o que custaria, ao preço atual do papel, 1,5 bilhão de euros.

As vendas da rede de supermercados somaram 24 bilhões de euros só no primeiro trimestre deste ano. Mesmo assim, a agência de risco Standar & Poor1s rebaixou a nota da companhia para “A menos”. “A recompra aniquila a credibilidade financeira que o Carrefour recentemente adquiriu em decorrência da venda de sua participação no varejista italiano Finiper”, disse ao FT Michael Seewald, analista de crédito da S&P.

Leia a reportagem no site do Financial Times (em inglês)

* Errata: 24 bilhões de euros se refere às vendas, e não ao lucro, do Carrefour no trimestre. O texto está corrigido.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.