As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Charles se torna o príncipe que mais esperou para virar rei

Ele está há mais de 59 anos como 1º na linha sucessória do trono britânico

Carla Miranda

20 de abril de 2011 | 17h34

Atualizado às 21h45

principe_charles_camilla_reuters_andrea_comas_31032011.jpg
Príncipe Charles e sua mulher Camilla, duquesa de Cornwall (foto: Andrea Comas/Reuters)

Ao completar 59 anos, dois meses e 14 dias como primeiro na linha de sucessão para o trono do Reino Unido, o príncipe Charles se tornou nesta quarta-feira, 20, o herdeiro que mais esperou pelo cargo de chefe de Estado na história de seu país, informa o site da revista “Time”.

O recorde foi batido num momento em que tabloides britânicos já especulam sobre uma possível disputa entre a mulher de Charles, Camilla Parker-Bowles, duquesa de Cornwall, e Kate Middleton, que se casa com o príncipe William no dia 29.

Kate, mais aceita pelo público, reivindica para si, diz a BBC Brasil, o cargo informal de salvadora da monarquia, uma vez que Camilla já foi considerada a mulher mais odiada do Reino Unido por tabloides devido ao fim do casamento de Charles com Diana.

Não é apenas o status que gera disputas por um “cargo” na realeza. A família gasta milhões por ano, resultantes de impostos pagos por britânicos. No ano fiscal de 2009-2010, por exemplo, gastou 46,1 milhões de euros. Justiça seja feita: esse número é 8% inferior ao do ano anterior.

Correção: Kate Middleton se casará com o príncipe William, não Harry, como afirmava incorretamente este texto. O erro foi corrigido às 21h45. Foi acrescentada, ainda, a informação de que a família real gastou 46,1 milhões de euros no ano fiscal de 2009-2010.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.