As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

China banca TV digital na África e exibe novela no continente

País asiático já levou o serviço a 1,4 milhão de famílias africanas quer atingir todas

Carla Miranda

30 de agosto de 2012 | 07h00

A China está investindo centenas de milhões de dólares na digitalização da TV em 13 países africanos e consegue espaço na grade das programações locais para exibição de programas gravados no país asiático.

Segundo uma reportagem do China Daily, o banco de desenvolvimento chinês já ofereceu empréstimos de US$ 400 milhões para o projeto e anunciou que vai colocar à disposição outros US$ 400 milhões.

Ainda, o Fundo de Desenvolvimento da África sustentado pelo país asiático já destinou US$ 100 milhões ao projeto e pretende aportar mais US$ 50 milhões.

O projeto foi lançado pelo grupo privado de mídia StarTimes, empresa sediada em Pequim.

“As pessoas adoram as novelas chinesas transmitidas pela StarTimes em nosso país”, disse o ministro da Cultura de Zanzibar, Said Ali Mbarouk, conforme reportado pelo China Daily.

A reportagem informa que a TV digital já foi levada a 1,4 milhões de famílias em 13 países da África, e a empresa provê cerca de 140 canais a essas pessoas, segundo o jornal.

O objetivo é que “todas as famílias africanas tenham acesso a uma boa TV digital”, afirmou Pang Xinxing, presidente do Conselho da StarTimes.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.