As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

China nega ser maior consumidor mundial de energia

Governo diz que dados da AIE não são confiáveis e que EUA ainda lideram

Carla Miranda

20 de julho de 2010 | 11h21

A China negou nesta terça-feira, 20, a informação publicada no Wall Street Journal, de que o país asiático se tornou o maior consumidor de energia do mundo. A reportagem do jornal norte-americano usava números da Agência Internacional de Energia (AIE).

“Os dados da AIE sobre o uso de energia da China não são confiáveis”, disse Zhou Xi’an, autoridade do setor de energético chinês. Ele fez as declarações em uma conferência de imprensa, registrada pela agência Xinhua, órgão oficial de comunicação da China.

Segundo Zhou Xi’an, um oficial da agência de energia da China disse que o governo e a AIE coletaram dados de diferentes fontes.

O órgão internacional registrou que o país asiático consumiu no ano passado o equivalente a 2,252 bilhões de toneladas de petróleo, 0,4% acima dos 2,17 bilhões dos Estados Unidos. Já o governo chinês constatou que o consumo foi de 3,1 bilhões de toneladas de carvão, o que corresponde a 2,132 bilhões de toneladas de petróleo.

Leia o desmentido publicado na agência Xinhua (em inglês)

Veja notícia sobre o consumo de energia da China

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.