As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Crise econômica abala popularidade de Obama

Aprovação ao presidente dos EUA cai sete pontos percentuais desde janeiro

Carla Miranda

19 de abril de 2011 | 11h36

Uma pesquisa do jornal “The Washington Post” e da rede ABC News, realizada antes de a agência Standard & Poor’s colocar a dívida dos Estados Unidos em perspectiva negativa, mostra que a popularidade do presidente americano, Barack Obama, tem sido abalada pelos problemas econômicos do país.

O trabalho de Obama atualmente é aprovado por 47% da população, o que representa uma queda de sete pontos percentuais desde janeiro. Agora, a taxa de desaprovação (de 50%) supera a de aprovação, o que não ocorria desde outubro de 2010.

Do total de entrevistados, 37% disseram que “desaprovam fortemente” o presidente. Em janeiro, esse grupo representava 28% da população. Entre os que “aprovam fortemente”, houve uma leve queda, de 30% para 27%.

A economia aparece como um fator importante na queda da aprovação a Obama. Perguntados sobre o que vai acontecer com a economia americana, 44% dos entrevistados afirmaram que vai piorar e apenas 28% declararam que tende a melhorar. Outros 28% disseram que vai ficar como está.

Em relação ao emprego, especificamente, a preocupação é maior: 78% acreditam que o desemprego vai aumentar na sua área, enquanto apenas 4% creem que a situação tenda a melhorar.

Leia a reportagem no site do “Washington Post” (em inglês)

Veja números detalhados da pesquisa

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.