coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Espanhóis fazem fila para disputar vaga de salva-vidas

Quase 1,5 mil pessoas se candidataram às 140 vagas oferecidas

Cley Scholz

11 de maio de 2013 | 15h40

valen

Disputa por vaga teve prova aquática na praia da Pinedo/Efe

 

VALÊNCIA – Uma convocação feita pela Cruz Vermelha para trabalho temporário de salva-vidas nas praias da Espanha teve concorrência de mais de dez candidatos por vaga, apesar do mau tempo e da chuva forte neste sábado, 11.

Segundo a agência de notícias Efe, 1.463 pessoas compareceram para se candidatar às 140 vagas oferecidas para trabalhar na praia de Valência, durante o verão. O teste de seleção foi feito com prova prática de natação na praia de Pinedo.

O número de candidatos foi quase o dobro dos 850 que disputaram o mesmo número de vagas no verão do ano passado, informou a Cruz Vermelha.

As vagas oferecidas são para médicos, enfermeiros, socorristas sanitários e aquáticos, chefes de embarcações e motoristas de ambulância.

A disputa acirrada por vagas temporárias reflete a situação do desemprego na Espanha, um dos países mais atingidos pela crise na europa.

No primeiro trimestre, o país superou pela primeira vez em sua história a marca de 6 milhões de desempregados, o equivalente a mais de 27% da população economicamente ativa, segundo dados do Instituto Nacional de Estatísticas. A população total da Espanha é de 47,3 milhões de habitantes.

O desemprego cresceu em quase todas as regiões. Todos os setores da economia foram atingidos pela crise. Desde 2002 não havia tão poucos espanhóis empregados: 16,6 milhões. Mais de 3,5 milhões estão procurando emprego sem sucesso há pelo menos um ano.

Entre os jovens, a situação é mais grave. Dos espanhóis com menos de 25 anos, mais de 960 mil – 57,2% – não têm emprego.
valencia

Disputa teve mais de dez candidatos por vaga/Efe

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: