Dono da Zara se torna o 2º homem mais rico do mundo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Dono da Zara se torna o 2º homem mais rico do mundo

Amancio Ortega, que controla as varejistas Zara e Pull&Bear, passou o investidor americano Warren Buffet e assumiu a 2ª posição no ranking da 'Bloomberg', com fortuna de US$ 71,5 bi

Economia & Negócios

03 de junho de 2015 | 16h28

Presidente e fundador da Inditex, companhia que controla marcas de roupa como Zara e Pull&Bear, Amancio Ortega passou o investidor americano Warren Buffet e se tornou a a segunda pessoa mais rica do mundo, de acordo com a agência de notícias Bloomberg.

É a primeira vez que o empresário espanhol, fundador da maior empresa de varejo de roupas do mundo, ocupa o segundo lugar do ranking, desde a estreia do Índice de Bilionários da Bloomberg, em março de 2012.

De acordo com a agência, a fortuna de Ortega cresceu 17%, para US$ 71,5 bilhões este ano, enquanto o lucro da Inditex também subiu em função do crescimento das vendas da empresa. A varejista espanhola opera mais de 6 mil lojas ao redor do mundo.

Inditex, de Ortega, controla varejistas como Zara e Pull&Bear / Foto: EFE

Inditex, de Ortega, controla varejistas como Zara e Pull&Bear / Foto: EFE

“Ortega é um operador insano”, disse a analista da Morningstar Investment Services, Bridget Weishaar, em entrevista à Bloomberg. Segundo ela, Ortega tem sido “muito estratégico com o crescimento da companhia”.

Mantendo parte da produção perto da sede da empresa na Espanha, e distribuindo para lojas duas vezes por semana, a Inditex se tornou apta a responder a novas tendências no mundo da moda mais rapidamente que seus concorrentes, que concentram a produção na China para cortar custos, afirmou Weishaar à Bloomberg.

Segundo a analista, a varejista controlada por Ortega ainda construiu grandes unidades em shoppings centers em algumas das maiores cidades do mundo, reduzindo a necessidade de gastos com marketing.

Em janeiro, a companhia adquiriu também um prédio de 4,4 mil m² no bairro SoHo em Nova York, segundo a Bloomberg. A companhia pretende ainda, informa a agência de notícias, inaugurar 480 outlets este ano, incluindo três em Nova York, além de planejar o início das vendas online em Hong Kong, Macau e Taiwan.

Berkshire Hathaway. A fortuna de Warren Buffet, avaliada em US$70,2 bilhões, vem quase que exclusivamente da sua fatia da Berkshire Hathaway Inc, conglomerado que construiu nas últimas cinco décadas, de acordo com informações da Bloomberg.

A companhia, no entanto, encolheu cerca de 5% este ano em função de tropeços de dois dos maiores investimentos de Buffet – American Express e Coca-Cola.

Apesar de ser conhecido por sua habilidade em comprar ações de empresas, o bilionário recentemente tem focado mais na expansão da Berkshire. As subsidiárias da companhia incluem fábricas e varejistas, além da seguradora de automóveis Geico e a companhia ferroviária BNSF.

De acordo com a Bloomberg, Buffet completou, em março, a aquisição – por US$ 4,1 billhões – de um dos maiores grupos automotivos dos EUA, além de concordar em ajudar a fabricante de ketchup Heinz a financiar a sua proposta de fusão com a Kraft Foods. A Berkshire vai controlar cerca de 1/4 da companhia que irá ser formada.

No ranking de bilionários da Bloomberg, o co-fundador da Microsoft Bill Gates segue como a pessoa mais rica do mundo, com uma fortuna avaliada em US$ 85,5 bilhões.

Tendências: