As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Eike perde para Lemann posição de mais rico do País, diz Bloomberg

Queda acentuada das ações da OSX diminui patrimônio de Eike em valor de mercado

Carla Miranda

30 de novembro de 2012 | 18h21

eike_batista___Fred_Prouser___Reuters__03.jpg

O empresário Eike Batista deixou de ser o homem mais rico do Brasil, ao menos momentaneamente, segundo a agência Bloomberg, que mantém um ranking dos maiores bilionários do mundo.

Em reportagem, a agência afirma que, por volta do meio-dia desta sexta-feira, 30, as ações ordinárias da OSX caíam mais de 6%, levando o patrimônio de Eike para um valor de mercado de US$ 18,6 bilhões.

Já os papéis da AB InBev subiam 1,3%, fazendo com que a fortuna de um de seus acionistas, o também brasileiro Jorge Paulo Lemann, atingisse US$ 18,9 bilhões.

No fim do dia, no entanto, as ações da OSX encerraram o pregão com uma queda menos intensa, de menos de 5%. A Bloomberg ainda não atualizou em seu site o ranking de bilionários após o fechamento da BM&F Bovespa hoje. De qualquer forma, as oscilações do mercado poderão fazer com que Eike e Lemann se alternem nos próximos dias entre a primeira e a segunda colocação no ranking.

Vale lembrar que a AmBev, da AB InBev, recentemente atingiu a posição de maior empresa latino-americana em valor de mercado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.