As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘El País’: volume de saques em bancos espanhóis bate recorde

Fatores sazonais explicam apenas metade das retiradas de 74 bilhões de euros

Carla Miranda

29 de agosto de 2012 | 07h00

Os depósitos do setor privado em bancos espanhóis somaram em julho 1,5 trilhão de euros, o que representa uma queda de 4,6% em relação ao mês anterior, ou uma retirada de 74 bilhões de euros, a maior desde 1997, informa o jornal El País.

Esta foi a quarta queda seguida no nível de depósitos, levando-o para o mesmo patamar verificado em maio de 2008.

O recorde anterior de saques mensais era de maio deste ano, quando foram retirados 33 bilhões dos bancos espanhóis – metade do verificado em maio.

Na comparação com julho do ano passado, o volume de dinheiro depositado nas instituições financeiras está 12% menor.

A agência de notícias Europa Press reporta que pessoas ligadas ao Banco da Espanha explicaram que, dos 74 bilhões de euros retirados em julho, dois terços correspondem a saques de instituições financeiras e um terço corresponde a empresas e família.

O jornal El País pondera que fatores sazonais (como impostos e férias) explicam metade dos saques ocorridos em julho. Dito de outra forma, os fatores sazonais não explicam metade dos saques.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.