As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Em anúncio, Casino ataca Abilio Diniz, que apela a Deus

Grupo francês publicou informe nos principais jornais do Brasil

Carla Miranda

29 de junho de 2011 | 11h36

comunicado_casino_carrefour_abilio_diniz.jpg
Informe publicitário do Casino publicado no Estadão

O grupo varejista francês Casino publicou nesta quarta-feira, 29, um anúncio nos principais jornais do Brasil, ocupando quase uma página inteira, com um comunicado no qual diz que o empresário Abilio Diniz, presidente do conselho do Grupo Pão de Açúcar, estruturou “em segredo e de forma ilegal” a proposta de fusão com o Carrefour no Brasil.

Ontem, Diniz divulgou outro comunicado, mas por meio do site de Relações com Investidores da sua empresa. No texto, o empresário afirmava não conseguir entender por que o Casino “se nega a dialogar”. “Tenho fé em Deus que em breve todo o problema com o Casino estará superado”, escreveu Diniz.

Essas palavras são uma resposta não ao anúncio, mas a uma carta que o presidente do Casino, Jean-Charles Naouri, enviara ao Pão de Açúcar anteriormente. 

Leia

Documento

o comunicado de Abilio Diniz e

Documento

a carta de Naouri ao Pão de Açúcar.

Abaixo, a íntegra do informe do Casino publicado na imprensa.

“Após semanas de negar informação ao Casino, à Companhia Brasileira de Distribuição (CBD) e ao mercado, foram finalmente divulgados, ontem, os termos de uma operação envolvendo um fundo de investimento, o Sr. Abilio Diniz e o Carrefour. Trata-se de proposta estruturada em conjunto, em segredo e de forma ilegal, com o objetivo de frustrar as disposições do acordo de acionistas que regem a Companhia Brasileira de Distribuição (CBD) e, indiretamente, expropriar do Casino os direitos de controle adquiridos e pagos no ano de 2005.

Ao conduzir estas negociações, o Carrefour e o Sr. Abilio Diniz ignoraram deliberadamente tanto a lei e os contratos quanto os princípios fundamentais da ética comercial.

O Casino tem sido um acionista leal da CBD, comprometido e de longo prazo, desde 1999, quando foi convidado pelo Sr. Abilio Diniz e sua família para se tornar o maior acionista da companhia, numa época em que a CBD passava por sérias dificuldades.

Em 2005, em nova demonstração de compromisso com o Brasil e com a CBD, o Casino adquiriu do sr. Abilio Diniz e de seus familiares o direito de se tornar o controlador da CBD em 2012. Não se tratou então, como não se trata ainda hoje, de um investimento financeiro ou especulativo, mas, sim, de um compromisso de longo prazo no Brasil, por parte de quem tem mais de 110 anos de história no varejo.

Reafirmamos mais uma vez nosso comprometimento com o Brasil e com a CBD, bem como com os seus colaboradores, sua administração, seus clientes, seus fornecedores e demais stakeholders.

Também queremos reiterar nosso apoio ao crescimento continuado da CBD, respeitando sempre sua identidade e nacionalidade brasileira.

O Casino vem a público para afirmar que deseja apenas o pleno e contínuo respeito à letra e ao espírito dos contratos em vigor. Estamos confiantes que as leis e as autoridades brasileiras não permitirão que prevaleça qualquer ameaça ou estratagema destinado a violar direitos legitimamente constituídos de acordo com as leis do país.”

Casino

Clique na imagem abaixo para ver infográfico mostrando números do Pão de Açúcar e do Casino e a proposta de fusão.

infografico_casino_pao_de_acucar.JPG

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.