As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Empresas brasileiras estão ‘mais ativas’ em 2010

Reportagem chama atenção para aumento das fusões, aquisições e ofertas de ações

Carla Miranda

14 de fevereiro de 2010 | 18h04

Reportagem publicada no site do jornal britânico Financial Times neste domingo chama atenção para o fato de que as empresas brasileiras têm sido “mais ativas”, em termos de fusões, aquisições e ofertas públicas na bolsa.

Só neste ano, a Vale já destinou US$ 5 bilhões à compra de partes de empresas de fertilizantes, incluindo a aquisição de 79% da Fosfertil, a maior do País no setor. Também neste ano houve o acordo de US$ 12 bilhões entre a Cosan e a Shell para fabricação de biocombustíveis.

Em fevereiro, a Camargo Corrêa investiu 1,3 bilhão de euros para atingir uma participação de 32% na fabricante de cimento portuguesa Cimpor.

Em relação à investida da Vale no setor de fertilizantes, o jornal acredita que se trata de uma decisão “racional” da mineradora e, ao mesmo tempo, de uma tentativa do presidente Luiz Inácio Lula da Silva de aumentar o papel do Brasil como um produtor global de alimentos.

Leia a reportagem no site do Financial Times (em inglês)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.