As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Empresas driblam concorrência em licitação de R$ 8,6 bi no PR

Jornal diz que licitação de empresas de ônibus 'deixa tudo como está'

Carla Miranda

26 de fevereiro de 2010 | 11h08

Atualizado às 11h50

O jornal paranaense Gazeta do Povo revela que os consórcios participantes da licitação de ônibus em Curitiba dividiram lotes para evitar a concorrência. Ao longo dos 15 anos em que as companhias operarão, a prefeitura vai desembolsar R$ 8,6 bilhões, segundo o diário. O contrato pode ser renovado ainda por mais dez anos.

Ainda na região Sul, o Diário Catarinense informa que a estatal catarinense Celesc apertou o cerco a devedores e com isso recuperou quase R$ 60 milhões em quatro meses e R$ 185 milhões desde maio. A empresa colocou no SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) todas as faturas com 50 dias de atraso.

No interior de São Paulo, o monopólio do transporte coletivo vem perdendo força, segundo reportagem da Folha da Região, de Araçatuba. Em Belo Horizonte, os rodoviários em greve avaliam no domingo nova proposta de acordo, como relata o jornal Estado de Minas.

No Espírito Santo, o Conselho do Meio Ambiente derrubou um parecer ambiental e abriu caminho para a construção de um estaleiro naval na cidade de Aracruz, no litoral norte estadual, informa o jornal A Gazeta, de Vitória.

No Ceará, o Diário do Nordeste afirma que a exploração do petróleo na camada pré-sal beneficiará 176 cidades no Estado.

Em São Paulo, lojas fazem queima de verão e dão descontos de até 80%, noticia o Diário de S. Paulo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.