As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Especuladores fazem a maior aposta da história contra o euro

Investidores fazem 40 mil contratos em uma semana, no valor de US$ 7,6 bi

Carla Miranda

09 de fevereiro de 2010 | 16h50

As preocupações com a dívida de países economicamente periféricos da Europa, como Grécia Portugal e Espanha, levaram especuladores do mercado financeiro a fazer a maior aposta da história contra o euro, informa o jornal Financial Times. A moeda única começou a circular em janeiro 2002.

Fontes da bolsa de Chicago mostraram que, em uma semana, foram feitos 40 mil contratos prevendo a queda do euro. Juntos, esses negócios somam US$ 7,6 bilhões, ou 5,9 bilhões de euros.

No entanto, esses investidores podem estar sendo surpreendidos neste momento. Segundo reportagem publicada no site da BusinessWeek, a expectativa de que a Grécia consiga uma ajuda externa vem aumentando, de modo que os mercados tendem a se recuperar, com as bolsas e o euro voltando a subir.

Entenda os problemas da Europa

A preocupação de investidores quanto a Grécia, Portugal e Espanha é de que esses países não consigam pagar suas dívidas. Eles estão em situação fiscal desfavorável. O déficit das contas públicas dessas nações em relação ao Produto Interno Bruto está em 12,4%, 6,9% e 12,3%, respectivamente. No Brasil, esse percentual está em 3,2%.

Já a relação entre a dívida pública e o PIB está em 82%, 56% e 43% para os três países, nessa ordem. No Brasil, a relação é de 44%; nos EUA, de 62%. Esses dados sobre déficit e dívida dos países são do Fundo Monetário Internacional e da revista “The Economist” e foram compilados pelo professor de economia Alcides Leite, da Trevisan Escola de Negócios.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.