Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Financial Times’: mercado não acredita em juro baixo no Brasil

Investidores apostaram em juros mais altos quando o BC disse que eles cairiam

Carla Miranda

20 de março de 2012 | 12h25

O Banco Central, dando uma guinada na forma como se comunica com o mercado, tentou deixar de lado o costume de enviar mensagens cifradas ao mercado e preferiu, na sua ata mais recente, dizer com todas as letras que a taxa básica de juros no Brasil seria reduzida para bem perto de sua mínima histórica, que é de 8,75% ao ano, e assim permaneceria por um longo tempo.

Seria difícil o BC ser mais claro na sua comunicação, mas, assim mesmo, “os mercados não compraram essa ideia”, observa um texto no site do “Financial Times“.

O “FT” nota que o mercado passou a apostar em juros mais altos depois de o BC afirmar que tende a reduzir a taxa. A taxa de juros futuros DI para janeiro de 2014, que estava sendo negociada a 9,2% ao ano antes de a ata do Banco Central ser divulgada, passou a 9,74% depois que o documento veio a público.

“Investidores provavelmente não duvidam muito da determinação do governo de levar a cabo a guerra [cambial]. Mas eles devem estar certos em duvidar de que as taxas de juros possam permanecer baixas”, afirmou Jonathan Wheatley, autor da reportagem.

Segundo ele, os investidores acreditam que o governo baixa os juros para estimular o crescimento, em vez de fazer reformas necessárias. Sendo assim, opina o autor, quando o ritmo da atividade econômica aumentar, o juro básico terá que subir novamente.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: