As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Analistas do Relatório Focus acertaram projeção do PIB em julho de 2013

Yolanda Fordelone

27 de fevereiro de 2014 | 09h27

(Texto atualizado às 11h10)

Analistas ouvidos pelo Relatório Focus, do Banco Central, começaram 2013 superestimando o crescimento da economia, mas foram reduzindo suas projeções ao longo do ano, fazendo com que em dezembro a projeção fechasse em cima do resultado oficial divulgado hoje pelo IBGE, de 2,3%. No começo do ano passado, a expectativa era de alta do Produto Interno Bruto (PIB) de 3,26%.

As projeções se aproximaram de fato ao número oficial somente em julho, quando foi diminuída para 2,34%. O valor exato, de 2,3%, foi cravado em dezembro. O Boletim Focus é divulgado semanalmente com as projeções de 100 analistas para as principais variáveis econômicas.

Apesar da estimativa do começo de 2013 distante da realidade, o mercado não considera que as projeções são equivocadas. O que ocorre é que semana após semana fatos não previsíveis, como uma safra ruim ou uma crise em algum país, são incorporados ao modelo econométrico.

O que surpreendeu os analistas na divulgação de hoje foi o resultado do PIB trimestral. No 4º trimestre, a economia cresceu 0,7%, enquanto as projeções apontavam de estabilidade a crescimento de 0,55%, com mediana de 0,23%.

Para 2014, o mercado tem se mostrado pessimista. Nas últimas três semanas, a projeção para o PIB tem diminuído, tendo atingido 1,67% no relatório desta semana. O Fundo Monetário Internacional (FMI) traz uma projeção um pouco melhor, de crescimento de 2,3%, mas ainda assim mais pessimista do que o relatório anterior (2,5%).

Tudo o que sabemos sobre:

PIB

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.