As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Google negocia sistema para vender jornais de Murdoch

Site de buscas quer usar o Google Checkout para vender assinaturas

Carla Miranda

19 de maio de 2010 | 12h50

O presidente do Google, Eric Schmidt, disse a jornalistas na noite de ontem (terça-feira, 18) que conversou com dono da News Corp, Rupert Murdoch, sobre a possibilidade de o site de buscas prestar serviço para o magnata das comunicações, relata o Financial Times.

O objetivo de Schmidt é oferecer uma maneira de ajudar Murdoch a vender assinaturas dos seus jornais. A proposta é usar o Google Checkout, serviço de pagamento que já existe em vários países (não no Brasil).

O Google está tentando vender o mesmo serviço para outros donos de jornais, mas o caso de Murdoch é emblemático porque o proprietário da News Corp aparecia como a principal voz de ataque ao site de buscas.

A crítica é de que o Google facilita o acesso dos internautas a conteúdos noticiosos que têm valor. Em novembro, Murdoch ameaçou processar o Google. Em março, ele decidiu que seus jornais do Reino Unido passarão a cobrar pelo acesso ao site. Um mês depois, desafiou o gigante das buscas: “Vou fazer o Google parar de pegar nossas notícias de graça” – numa decisão de tirar suas notícias do alcance do buscador.

Google e Murdoch ‘em paz’

Schmidt disse que tem uma boa relação com Murdoch, “fora da postura em público”, relatou o FT.

“Eu conversei com Rupert e alguns outros [donos de jornais]. Acho que estamos atualmente em paz. […] Eu preferiria não falar sobre notícias específicas ou negócios. Mas nós estamos em uma plataforma, não um concorrente dos jornais. Hoje nós temos uma resposta em publicidade para eles, mas gostaríamos de ter outras respostas além dessa”, afirmou Schmidt a jornalistas, como registrou o Financial Times.

Leia a reportagem no Financial Times (em inglês)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.