bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Endividada, cantora Lauryn Hill pede clemência

Gustavo Santos Ferreira

17 de abril de 2013 | 14h30

A cantora americana de black music Lauryn Hill deixou de pagar, entre 2005 e 2007, US$ 1,8 milhão (R$ 3,6 milhões) em impostos ao Fisco dos Estados Unidos. Com julgamento marcado para o dia 22, Lauryn decidiu pedir clemência às autoridades para escapar da prisão.

Lauryn alega que ela e a família Hill foram alvos constantes de ameaças, motivo pelo qual “se retirou da sociedade para escapar do que percebia como manipulação”. Embora não tenha especificado quais seriam os ataques recebidos, diz ser essa a razão para o acumulo da dívida.

laurynjill_1.jpg
Julgada. Sentença de Lauryn deve sair dia 22  (Foto: divulgação)

As apresentações da cantora de 37 anos se tornaram cada vez mais raras nos últimos anos, apesar de grande sucesso obtido entre o fim da década de 1990 e os anos 2000. Em 1999, ela foi indicada a 11 categorias do Grammy, ficando com cinco premiações.

Outra alegação de Lauryn é que, caso seja presa, as chances de quitar suas dívidas ficam ainda mais difíceis. Se for condenada, ela poderá pegar até um ano de prisão.

Nos últimos tempos, outras celebridades também travaram embates com o imposto de renda. O caso de maior repercussão foi o de Gérard Depardieu, astro do cinema francês. Ele conseguiu cidadania russa em janeiro deste ano. A manobra permitiu que Depardieu escapasse do novo imposto vigente na França, incidente sobre 75% dos bens dos milionários.

A atriz americana Lindsay Lohan, garota problema de Hollywood, também já foi notificada pela Justiça dos Estados Unidos por sonegação. Sua dívida alcança US$ 93 mil (R$ 186 mil). O valor está bem abaixo, no entanto, do acumulado pelo casal Ozzy e Sharon Osbourne. Entre 2008 e 2009, ambos teriam sonegado US$ 1,7 milhão (R$ 3,4 milhões).

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: