As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Manchetes: Grécia obtém 2ª ajuda; nos EUA, segue impasse

Veja uma seleção ddos destaques de economia nos principais jornais estrangeiros

Carla Miranda

22 de julho de 2011 | 11h07

Seleção de manchetes de economia dos principais jornais internacionais citadas na participação do Radar Econômico na rádio Estadão ESPN (AM 700; FM 92,9) nesta sexta-feira, 22.

 

Estados Unidos

 

wsj_22072011.jpg
Reprodução de parte da primeira página do ‘Wall Street Journal’ desta sexta-feira

“The Wall Street Journal”: Grécia obtém nova ajuda enquanto os EUA continuam na beira do precipício.

“The Washington Post”: Obama e o líder republicano John Bohener tentam um acordo, enquanto democratas se irritam. A nova proposta, ainda em negociação, teria “grandes cortes”.

“The New York Times: Obama está perto de acordo com Bohner para cortes. Os democratas estão irritados. São quase US$ 3 trilhões em cortes de gastos e aumento de impostos.

 

Europa

 

ft_22072011.jpg
Reprodução de parte da primeira página do ‘Financial Times’ desta sexta-feira

“Financial Times”: Fechado novo acordo de ajuda à Grécia. Credores privados vão participar. Este é o primeiro default (calote) de uma dívida pública na zona do euro.

“The Times”: Europa saúda um acordo histórico para salvar o euro. Os mercados reagem positivamente depois do socorro de 109 bilhões de euros.

“Le Monde”: Plano para salvar a Grécia e o euro tem o apoio dos mercados. A zona do euro aceita um calote parcial e obtém uma contribuição do setor privado para um pacote total de 158 bilhões de euros (109 bilhões dos países e 58 bilhões do setor privado).

“El País”: Europa salva a Grécia e o euro. O empréstimo para os países resgatados ficará mais barato.

“Público”: Zona do euro aprova novo programa de ajuda à Grécia e baixa para 3,5% os juros de Portugal. Líderes aprovaram em Burxelas uma verdadeira revolução nos mecanismos de ajuda aos países em dificuldade.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.