As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Milhões de americanos terão parte da empresa de Buffett

Berkshire Hathaway vai fazer parte de um dos principais índices da bolsa de NY

Carla Miranda

12 de fevereiro de 2010 | 12h05

Atualizado às 14h06

Milhões de norte-americanos vão pela primeira vez, a partir desta sexta-feira, começar a ganhar (ou perder) dinheiro junto com o megainvestidor Warren Buffett, destaca o Wall Street Journal.

A empresa do bilionário, a Berkshire Hathaway, entra hoje no índice Standard & Poor’s 500, um dos principais da bolsa de Nova York. Atualmente, existe mais de US$ 1 bilhão em investimentos que seguem esse índice, o que inclui muitas pessoas físicas.

Até o ano passado, comprar ações da empresa de Buffett era um negócio para poucos. As do tipo A, por exemplo, fecharam o pregão da quinta-feira (11) cotadas a US$ 114.950 (cento e catorze mil, novecentos e cinqüenta dólares).

Mas em janeiro, Buffett resolveu pegar seus papéis mais baratos (tipo B) e dividir em 50 partes, tornando-os acessíveis a pequenos investidores. Agora, eles são cotados na faixa dos US$ 70 cada. Logicamente, o número de negócios aumentou, viabilizando a entrada dos papéis no S&P 500.

O conglomerado de Buffett como um todo é avaliado em US$ 178 bilhões, segundo o jornal, sendo uma das maiores companhias de capital aberto dos Estados Unidos. “Vende de tudo – de seguros a roupas de baixo”, diz o WSJ. A fortuna pessoal de Buffet, segundo ranking da revista Forbes de 2009, é de US$ 37 bilhões.

Leia a reportagem completa no site do Wall Street Journal (em inglês)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.