As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Murdoch cobrará por acesso a site do jornal The Times

Experiência começa em junho e deve se expandir para todos os seus sites

Carla Miranda

26 de março de 2010 | 09h20

Atualizado às 12h24

rupert_murdoch_reuters_eddie_keogh_18032010_1.jpg
Murdoch assiste a uma corrida de cavalos com o filho James
(foto: Eddie Keogh/Reuters)

O magnata da mídia Rupert Murdoch iniciará em junho sua experiência de cobrar pelo acesso às notícias no site dos jornais britânicos The Times e The Sunday Times, informa o diário também inglês Financial Times.

Os leitores terão que pagar 1 libra esterlina por dia de acesso às notícias pela internet (o mesmo preço do jornal impresso em dias de semana) ou 2 libras para uma assinatura de uma semana. Dois novos sites (www.thetimes.co.uk e www.thesundaytimes.co.uk) substituirão o atual Times Online.

A experiência no Reino Unido faz parte da proposta de Murdoch de cobrar pelos acessos aos sites de todos os jornais que ele controla – são mais de 170 no mundo, segundo a agência France Presse. A decisão veio depois do sucesso da cobrança pelas notícias online do Wall Street Journal, avalia o FT (que também cobra).

“Em um momento de definição do jornalismo, esse é um passo crucial para fazer do negócio da notícia uma questão economicamente estimulante”, afirmou Rebekah Brooks em comunicado. O faturamente mundial com anúncios em jornais caiu 14% no ano passado e deve recuar mais 2,9% neste ano, segundo o FT.

Ainda, Murdoch trava uma batalha contra o Google tentando impedir que o serviço de buscas pela internet ganhe dinheiro com o conteúdo de seus jornais.

Além de jornais, relata a France Presse, Murdoch possui a rede de TV Fox e os estúdios de cinema 20th Century Fox, entre outras empresas.

Leia a reportagem no site do Financial Times (em inglês)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.