As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Pelé chega aos 70 com marca avaliada em R$ 500 milhões

Ex-jogador fatura US$ 18 milhões por ano vendendo imagem, segundo jornal

Carla Miranda

22 de outubro de 2010 | 11h13

pele_propaganda_shell_reproducao_estadao.jpg
Pelé em propaganda da Shell no ‘Estadão’ em 25 de junho de 1970 (imagem:reprodução)

Na véspera do aniversário de 70 anos do ex-jogador de futebol Edson Arantes do Nascimento, a consultoria inglesa Brand Finance calcula que a marca Pelé valha atualmente R$ 500 milhões. A informação foi publicada em reportagem do jornal “Brasil Econômico”.  

Um momento que pode ser considerado o marco inicial da marca Pelé ocorreu em 1957, segundo o jornal. Na cidade de Bauru (SP), um diretor de uma usina notou a habilidade do garoto que jogava no interior e tentou criar a Pelé Caninha, com uma foto do garoto, para dar mais visibilidade à sua cachaça. Mas Pelé não topou, alegando que “propaganda de pinga não pega bem”.

O “Brasil Econômico” cita ainda dados do Corriere dello Sport, segundo o qual Pelé ganha US$ 18 milhões por ano emprestando sua imagem a produtos, na mesma faixa de Lionel Messi, da Argentina, e Kaká, que ainda jogam futebol. Pelé não empresta sua imagem por menos de 1 milhão de euros; por um período de 20 anos, cobra US$ 361 milhões.

pele_propaganda_terno_reproducao_estadao.jpg
Anúncio de roupa destaca: ‘Pelé exportação’ (imagem:reprodução)

A reportagem está no site do “Brasil Econômico” (restrita a assinantes)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.