As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Petrobrás convence governo a subir preço dos combustíveis

Mercado cogita aumento de 10%, mas há quem já fale em 15%

Yolanda Fordelone

21 de junho de 2012 | 07h47

A alta do preço da gasolina pode estar cada vez mais próxima. O governo teria sido convencido pela Petrobrás a conceder um reajuste no preço dos combustíveis, valor que será definido até o próximo mês. A informação consta em uma reportagem do jornal Folha de S. Paulo.

Em outubro o combusível foi reajustado em 10% e há uma expectativa de que o porcentual se repita agora.

Ontem, em matéria exclusiva de O Estado de S. Paulo, foi reportado que o Plano de Negócios da Petrobrás, que será detalhado no próximo dia 25, trará uma recomendação de reajuste de 15% na remuneração que a companhia recebe por seus combustíveis.

Segundo fontes, este foi o porcentual que a direção executiva da Petrobrás apresentou como necessário para financiar o pesado plano de negócios da empresa, que prevê investimentos de US$ 236,5 bilhões até 2016, 5,2% a mais do que o do plano anterior (2011-2015).

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, também disse ontem que há preocupação do governo com os efeitos do congelamento dos preços dos combustíveis para o caixa da Petrobrás, alinhando a sua posição com a da presidente da estatal, Maria das Graças Foster, de que é possível reajustar os valores. Na semana anterior, Lobão havia negado esta hipótese.

(Com Agência Estado)

Tudo o que sabemos sobre:

Petrobrás

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.