As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Petrobrás é 18ª maior empresa do mundo; JP Morgan lidera

Número de empresas brasileiras entre as 2.000 maiores sobe para 33

Carla Miranda

23 de abril de 2010 | 18h08

Atualizado às 18h29

A Petrobrás subiu do 25º para o 18º lugar na edição de 2010 do ranking “The Global 2000”, que reúne as 2.000 maiores empresas do mundo e é elaborado pela revista Forbes. O líder mundial é o banco norte-americano JP Morgan Chase.

O número de empresas brasileiras, aumentou de 31 em 2009 para 33 neste ano, com a saída do Unibanco (que estava em 215º e fundiu-se com o Itaú), Nossa Caixa (incorporada pelo Banco do Brasil), Aracruz, Sadia (fundiu-se com Perdigão), Light e Votorantim, e entrada de Brasil Foods (fusão de Perdigão e Sadia), Fibria Celulose, Cielo, Banrisul, Weg, Net Serviços, Fosfertil e Sul América.

As quatro maiores empresas do ranking mundial são dos Estados Unidos. Além do JP Morgan, seguem na lista, na ordem: Genral Electric, Bank of America e Exxon Mobil. Os EUA têm mais de um quarto (536) das 2.000 empresas listadas. O Japão aparece em segundo com 210 representantes. A primeira companhia não americana, e 5ª do ranking, é o banco chinês ICBC.

Os bancos continuam dominando “Global 2000”, com 308 companhias listadas. O setor de petróleo e gás aparece em segundo, com 115 companhias.

Sobre a metodologia

A Forbes classifica as maiores empresas do mundo a partir de um cálculo que reúne diversos indicadores, entre eles: crescimento de vendas e lucro no curto e no longo prazo, retorno sobre capital, dívida sobre capital, retorno total em cinco anos, ações negociadas nos EUA.

Por esse motivo, a lista da Forbes não bate com a da revista Fortune, que colocou o Walmart como maior empresa dos EUA. A Fortune usa como critério de classificação apenas o faturamento das companhias.

Conheça as maiores empresas brasileiras segundo a Forbes:
Entre parênteses, a posição no ranking mundial de 2010 e no de 2009, respectivamente

1. Petrobrás (18 / 25)

2. Banco Bradesco (51 / 25 )

3. Banco do Brasil (106 / 74)

4. Vale (80 / 74)

5. Itaúsa (inclui Itaú e Duratex) (82 / 163)

6. Eletrobrás (235 / 312)

7. CSN (478 / 535)

8. Usiminas (620 / 686)

9. Tele Norte Leste (658 / 553)

10. JBS (698 / 1367)

11. Pão de Açúcar (701 / 1493)

12. Metalurgica Gerdau (732 / 498)

13. Cemig (782 / 709)

14. CPFL Energia (864 / 1064)

15. Braskem (919 / 1607)

16. BM&F Bovespa (930 / 1242)

17. Redecard (942 / 1209)

18. BRF-Brasil Foods (953 / – )

19. Fibria Celulose (980 / – )

20. Cielo (1102 / – )

21. Ultrapar Participações (1190 / 1444)

22. Sabesp-Saneamento Basico (1316 / 1327)

23. Bradespar (1335 / 1456)

24. CCR (1380 / 1597)

25. Natura Cosméticos (1399 / 1956)

26. Banrisul (1432 / – )

27. OGX (1461 / 1746)

28. Copel (1472 / 1519)

29. Embraer (1486 / 1353)

30. WEG (1648 / – )

31. Net Serviços (1680 / – )

32. Fosfertil (1705 / – )

33. Sul America (1813 / – )

Veja o ranking completo no site da Forbes (em inglês)

Compare com o ranking de 2009 (em inglês)

Infográfico: mapa mundi das grandes empresas (em inglês)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.