As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Petrobrás paga caro a bancos de investimento, diz ‘NYT’

Bancos estariam prestando 'meio serviço' e cobrando o preço de um inteiro

Carla Miranda

22 de setembro de 2010 | 16h57

A Petrobrás está pagando a bancos de investimento um valor alto pelo serviço de operar a sua oferta de ações, na opinião do “New York Times”. O jornal avalia que as instituições financeiras estão cobrando caro para prestar “meio serviço”.

“Olhando de perto para os negócios da Petrobrás, é difícil sentir alguma simpatia pelos banqueiros do Brasil”, afirma a reportagem.

—-
Acompanhe o Radar Econômico no Twitter
Siga também Economia & Negócios
—-

Os bancos contratados pela Petrobrás – Bradesco, Bank of America, Morgan Stanley, Santander, Itaú e Citigroup – receberão no total US$ 140 milhões para executar uma oferta de ações no valor de US$ 79 bilhões. No entanto, grande parte desse montante (US$ 43 bilhões) consiste de papéis que a Petrobrás dará ao governo em troca de 5 bilhões de barris de petróleo.

Apenas US$ 36 bilhões serão de ações oferecidas ao mercado. O dinheiro que os bancos de investimento estão cobrando corresponde a 0,5% disso – um percentual considerado alto pelo jornal.

Leia a reportagem no site do “New York Times” (em inglês)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.