As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

PIB baixo do Brasil vira manchete no ‘Financial Times’

Jornal britânico dedica o principal espaço de seu site à economia brasileira

Carla Miranda

30 de novembro de 2012 | 17h55

financial_times_reproducao_30112012.JPG

Os dados do PIB (produto interno bruto) do Brasil divulgados nesta sexta-feira, 30, ocuparam o espaço mais nobre do site britânico Financial Times, com a manchete: “Brasil contribui com desaceleração dos mercados emergentes”.

A reportagem se refere à expansão de apenas 0,6% do segundo para o terceiro trimestre de 2012, uma performance desapontadora”, nas palavras da reportagem.

“Apesar de todos os estímulos monetários e fiscais implementados em 2012, ainda não há no horizonte sinal de retomada dos investimentos”, resumiu um economista da Nomura ouvido pelo diário financeiro.

Para o FT, “a pobre performance vai permitir que a presidente Dilma Rousseff introduza um elemento de urgência às tão necessárias reformas para gerar investimentos de infraestrutura no Brasil e reduzir custos”.

Além da reportagem principal, o site publicou também duas análises do jornalista Jonathan Wheatley, ex-correspondente do Financial Times em São Paulo, sobre o assunto. “Uma economia precisa de duas coisas se quiser crescer: investimento e poupança”, disse Wheatley, observando em seguida que o Brasil piorou nesses dois pontos. Um gráfico, publicado em português mesmo, mostra que, antes da crise de 2008, esses dois indicadores correspondiam a mais de 20% do PIB; hoje, a poupança vale 18,7%, e o investimento, 15,6%.

No outro artigo, o jornalista observou que o ministro da Fazenda, Guido Mantega, “errou de longe” o resultado do PIB. A previsão de Mantega era de uma expansão de 1,2%.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.