As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Por US$ 15 bi, China acerta sua maior aquisição no exterior

Trata-se de um passo importante para garantir o abastecimento de petróleo

Carla Miranda

24 de julho de 2012 | 07h00

Mais um importante passo da China no exterior: a estatal do petróleo Cnooc chegou a um acordo para comprar da canadense Nexen por US$ 15,1 bilhões, cuja ação subiu mais de 50% após a divulgação da notícia.

Se a compra for concluída, será a maior aquisição pela China de uma empresa estrangeira até o momento, observa o Wall Street Journal.

Mais do que um simples negócio entre duas empresas, trata-se de um avanço considerável do Estado chinês para assegurar o fornecimento de petróleo e gás natural para a sua economia, ainda em forte expansão, avalia o diário americano.

O periódico mostra, em gráfico, que a maior parte da produção da Nexen está no Reino Unido. O Canadá aparece em segundo, lugar e os Estados Unidos, em terceiro.

As notícias que mostram um avanço da China na economia internacional não param de chegar. Em junho, o Financial Times informou que o país asiático está triplicando seus investimentos na Europa. A nação oriental enxerga uma oportunidade na região que hoje está em crise.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.