Príncipe saudita processa revista ‘Forbes’ e diz que sua fortuna é maior
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Príncipe saudita processa revista ‘Forbes’ e diz que sua fortuna é maior

A revista, contudo, disse que reafirma as informações divulgadas

nayarasampaio

07 de junho de 2013 | 16h13

Agências internacionais

O bilionário e príncipe saudita Alwaleed bin Talal abriu um processo de difamação contra a revista Forbes por considerar que o tradicional ranking da publicação subestimou sua fortuna em US$ 9,6 bilhões. Na lista deste ano, publicado em março, Alwaleed aparece como o 26º homem mais rico do planeta, com patrimônio estimado em US$ 20 bilhões.

Um oficial da Corte Superior de Londres confirmou que o saudita abriu um processo por difamação contra a Forbes, seu editor, Randall Lane, e outros dois jornalistas. Mas a revista já se pronunciou sobre o assunto e disse que ratifica as informações divulgadas. Em comunicado, a revista ressalta também sua surpresa pelo fato de o processo ter sido aberto em Londres.

A lista de bilionários do mundo da Forbes deste ano foi publicado em 4 de março, e no dia seguinte a Kingdom Holding, de Alwaleed, disse que o processo de avaliação havia utilizado “dados incorretos” e “parecia destinado a pôr em desvantagem investidores e instituições do Oriente Médio”.

Alwaleed tem participações no Citigroup, News Corp e Apple, entre outras companhias. Ele também teria participação em hotéis de luxo como o Plaza, em Nova York, o Savoy, em Londres, e o George V, em Paris.

“O processo do príncipe seria justamente o tipo de turismo de difamação que tenta refrear a lei da reforma de difamação aprovada recentemente no Reino Unido”, acrescentou a Forbes, apostando que “o Tribunal Superior de Londres estará de acordo” com a posição.

Tudo o que sabemos sobre:

alwaleed bin talalforbes

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.