As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Quase 7.000 escritores pedem para sair de serviço do Google

Empresa de buscas fecha acordo com editoras para digitalizar livros

Carla Miranda

24 de fevereiro de 2010 | 12h27

Quase 7.000 autores de livros pediram para sair do serviço do Google que deixa publicações digitalizadas à disposição na internet, informa o Financial Times.

As solicitações ocorreram depois que a empresa de buscas fechou um acordo com editoras para colocar às obras na internet. O jornal afirma que a exclusão de 7.000 autores terá impacto na ambição do Google de construir o mais abrangente arquivo online de livros.  

Se o acordo for concretizado (a questão precisa passar pela Justiça), dará ao Google o direito de digitalizar e indexar obras protegidas por copyright caso os autores não manifestem desejo de não participar. A empresa terá o direito, ainda, de vender cópias digitais, dividindo os ganhos com os detentores dos direitos autorais.

Leia a íntegra da reportagem no ste do Financial Times (em inglês)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.