As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ranking sugere vender cota de fundo que lucra com o real

Levantamento indica venda de papéis de empresa que ganha com moeda brasileira

Carla Miranda

20 de outubro de 2010 | 16h38

O fundo norte-americano WisdomTree Dreyfus Brazilian Real, cujo objetivo é ganhar dinheiro em cima da volatilidade do real, alcançou o topo do ranking “Vendendo na alta”, elaborado pelo “Wall Street Journal” e atualizado constantemente.

O ranking seleciona, entre as ações que estão em alta no dia, aquelas que têm maior afluxo de capital. Por isso, acaba sendo um indicador que pode estimular o investidor a vender ações.

O fato de uma empresa ou instituição financeira chegar ao topo desse ranking não significa que ela está entrando em uma fase ruim, mas apenas que já teve uma alta considerável e pode não manter o ritmo de crescimento.

É verdade que o ranking muda completamente de um dia para o outro. O que há de significativo nessa história é que, dois dias após o aumento do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) no Brasil, com o objetivo de conter a alta do real, o ranking sugere a venda de papéis de uma empresa que ganha dinheiro em cima da moeda brasileira. Em outras palavras, o ranking sugere que especular com o real, neste momento, pode não ser tão lucrativo neste momento.

Veja o ranking “Vendendo na alta”, do “Wall Street Joural”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.