Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Sarkozy insinua que Obama já optou por Lagarde para o FMI

Presidente francês disse ter conversado com o americano sobre o assunto

Carla Miranda

30 de maio de 2011 | 13h25

obama_sarkozy_reuters_kevin_lamarque_27052011.jpg
Obama e Sarkozy em encontro do G-8, dia 27 (foto: Kevin Lamarque/Reuters)

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, teve uma reunião bilateral com seu colega americano, Barack Obama, durante o encontro do G-8 em Deauville, França. Na conversa, um dos assuntos foi a indicação da ministra francesa das Finanças, Christine Lagarde, para dirigir o FMI (Fundo Monetário Internacional), informa o jornal “Les Echos”.

Terminado o encontro, Sarkozy insinuou que Obama apoia o nome da ministra para o cargo. Primeiro, o presidente francês disse que “seria difícil imaginar um desacordo” entre Obama e a secretária de Estado americana, Hillary Clinton, sobre o assunto. Na semana passada, Hillary dissera que oficialmente os EUA ainda não têm um candidato, mas que “considera bem-vinda uma mulher bem qualificada para ocupar o posto”.

Depois, Sarkozy afirmou, em entrevista coletiva: “É claro que nós [o presidente francês e o americano] conversamos [sobre Lagarde]. Eu acredito que a decisão dele está tomada e que ele aguarda o momento oportuno de anunciá-la”. O título da reportagem do “Les Echos” é: “Christine Lagarde praticamente assegurada para a direção do FMI”.

iuli_nascimento02__.jpgA notícia, publicada no jornal francês “Les Echos”, foi indicada ao Radar Econômico por Iuli Nascimento (foto), colaborador do blog. Geógrafo e urbanista, ele é coordenador de pesquisa no Institut d’Amenagément et d’Urbanisme Ile de France, em Paris, e contribui com o Radar indicando notícias de jornais europeus sobre economia.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: