Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Site chinês encosta no ‘New York Times’ em valor de mercado

People's Daily entrou na bolsa de Xangai e está avaliado em US$ 876 milhões

Carla Miranda

20 de abril de 2012 | 13h09

O Partido Comunista da China abriu o capital do People’s Daily Online, versão para internet do tradicional Renmin Ribao (“Diário do Povo”, em português), jornal fundado em 1948.

O site, lançado em 1997, levantou US$ 219 milhões em sua estreia na bolsa de Xangai, quase o triplo dos US$ 83,5 milhões previstos originalmente. Com isso, seu valor de mercado chegou a US$ 876 milhões, aproximando-se dos US$ 943 milhões do New York Times, observa o jornal Financial Times.

O People’s Daily declara apoiar “a autoridade e a força geradas pelo povo” e tem como princípios “autoridade, popularidade e credibilidade”. Atualmente, o site tem 16 versões em 15 idiomas diferentes (não inclui português).

País em fase de rápido crescimento econômico, a China procura expandir também os seus veículos de comunicação mundo afora. Em fevereiro, a CCTV (Chinese Central Television) abriu uma unidade nos Estados Unidos, a partir da qual transmite programas jornalísticos com o objetivo de concorrer com grandes redes mundiais como a americana CNN e a britânica BBC.

Segundo a agência Reuters, outro veículo de comunicação chinês que deve abrir capital é a Xinhuanet, portal da agência oficial de notícias Xinhua.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: