As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Só presidente da República manuseia mais dinheiro que Petrobrás

Estatal teve receita líquida de R$ 213 bi em 2010, mais do que o Estado de SP

Carla Miranda

23 de janeiro de 2012 | 19h05

numero_do_dia_138_80.JPG

Número do Dia: R$ 213 bilhões

É a receita anual da Petrobrás, atrás apenas dos R$ 919 bi da União

 

A presidência da Petrobrás – que deve trocar de mãos em fevereiro – é o cargo público que manuseia mais recursos no País, atrás apenas da Presidência da República, que tem à disposição todo o orçamento do executivo federal.

O balanço anual mais recente mostra que a estatal teve uma receita operacional líquida de R$ 213 bilhões em 2010.

O economista Frederico Turolla, da Pezco Consultoria, observa que, no mesmo ano, o governo do Estado de São Paulo teve uma receita de R$ 149 bilhões, enquanto o executivo federal arrecadou R$ 919,8 bilhões, incluindo o Tesouro e a Previdência.

A Previdência, sozinha, obteve R$ 212 bilhões, mas isso não torna o cargo de ministro dessa área comparável ao do presidente da Petrobrás, em termos de recursos à disposição. A maior parte do orçamento da Previdência não pode ser manipulada pelo chefe da pasta, pois já tem destino definido.

Já o presidente da Petrobrás, apesar de também ter gastos correntes, é responsável por um plano de investimento de US$ 224 bilhões a ser executado em quatro anos.

Pode-se argumentar que a presidência da Petrobrás não é um cargo apenas político, uma vez que atende também a acionistas privados. No entanto, chamei de “cargo público” neste texto porque é indicado pelo governo.