Tecnologia revoluciona comunicação de vítimas de doença degenerativa
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Tecnologia revoluciona comunicação de vítimas de doença degenerativa

Sensor na bochecha do astrofísico Stephen Hawking é detectado por uma chave infravermelha ligada aos óculos, ajudando a selecionar caracteres no computador, adivinhar a sequência e transmitir informações a um sintetizador de voz

Economia & Negócios

03 Dezembro 2014 | 18h06

O ator Eddie Redmayne, que interpreta Stephen Hawking no filme biográfico Theory of Everything (Divulgação)

O ator Eddie Redmayne, que interpreta Stephen Hawking no filme ‘Theory of Everything’ (Divulgação)

SANTA CLARA, CALIFÓRNIA – Eddie Redmayne está aprendendo a respeito de muitas outras coisas além além da fascinante vida de Stephen Hawking, interpretado por ele no filme biográfico Theory of Everything, lançado recentemente.

Aqui nos laboratórios da Intel, o ator premiado com o Tony fica apoiado nas mãos e nos joelhos para observar melhor um sistema de comunicação desenvolvido especialmente para Hawking, que sofre de uma doença motora neurológica (DMN) ligada à ALS que se agravou nos anos mais recentes, deixando-o praticamente paralisado.

O novo sistema – chamado ACAT (sigla em inglês que significa ‘caixa de ferramentas de assistência consciente do contexto’), criado por uma equipe que inclui o cientista Lama Nachman – foi anunciado na terça feira, 2, pela Intel. O objetivo: ajudar milhões de pessoas como Hawking a se comunicarem com mais facilidade.

“É absolutamente extraordinário”, diz Redmayne, que o público talvez identifique como o ansioso assistente de set de filmagem de My Week with Marilyn. “É o melhor emprego possível da tecnologia usada pelo professor Hawking. Essas pessoas (apontando para os cientistas da Intel) estão entre as mais interessantes que já conheci.”

Para Redmayne, Hawking era uma figura mítica em Cambidge, onde ele, então estudante de Trinity College, às vezes via a lenda viva. Ao pesquisar a vida e a época de Hawking, o ator britânico mergulhou nas complexas teorias que tornaram Hawking famoso em todo o mundo nas áreas da física teórica e cosmologia.

“Tentei aprender os detalhes e minúcias das teorias dele, algo que me parecia intimidante e difícil de enfrentar”, diz ele. “Mas, quando o conheci, seu humor e jeito brincalhão ficaram imediatamente evidentes. Ele é como um lorde travesso.”

O ator Eddie Redmayne, que interpreta Stephen Hawking no filme 'Theory of Everything' (Divulgação)

O ator Eddie Redmayne, que interpreta Stephen Hawking no filme ‘Theory of Everything’ (Divulgação)

Potencial. A Intel desenvolveu a tecnologia a partir do retorno de Hawking, com quem a empresa mantém um relacionamento antigo. “A Intel me apoia faz mais de 25 anos, permitindo que eu faça o que amo todos os dias”, disse Hawking num e-mail enviado ao USA Today. “O desenvolvimento desse sistema traz o potencial para melhorar a vida de pessoas com todo o tipo de deficiência.”

A DMN e a quadriplegia afetam mais de 3 milhões de pessoas em todo o mundo, causando a deterioração de atividades musculares voluntárias como falar, andar, engolir e movimentar o corpo. A degeneração acaba resultando na morte.

A nova interface de usuário da Intel funciona como um motor. Um sensor montado na bochecha de Hawking é detectado por uma chave infravermelha ligada aos óculos dele, ajudando Hawking a selecionar um caractere no seu computador. Uma versão personalizada do popular aplicativo SwiftKey melhorou muito a capacidade do sistema de prever os caracteres, palavras e ações seguintes, de modo que ele precisa apenas digitar os primeiros caracteres de uma palavra. Essa informação é transmitida a um sintetizador de voz.

Para pesquisar na internet, por exemplo, antes Hawking tinha que percorrer numerosas etapas: sair de uma janela de comunicação, levar o cursor do mouse até o navegador, em seguida até o campo de busca, e finalmente digitar o texto desejado. O novo sistema torna todo o procedimento mais ágil e integrado.

Eddie Redmayne com Stephen Hawking nas filmagens de 'Theory of Everything' (Divulgação)

Eddie Redmayne com Stephen Hawking nas filmagens de ‘Theory of Everything’ (Divulgação)

A plataforma adaptável estará disponível para pesquisadores e desenvolvedores a partir de janeiro.

Durante uma demonstração de 20 minutos no escritório da Intel, Redmayne mal podia conter o entusiasmo despertado pela tecnologia. “Além de ser pago para interpretar uma pessoa incrível no cinema, ainda recebo um curso a respeito de tecnologias fascinantes”, disse ele, sorrindo. /Tradução de Augusto Calil

Mais conteúdo sobre:

tecnologia