As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Títulos dos EUA já são tão inseguros quanto os de empresas

Papéis da J&J, por exemplo, pagam apenas 0,1 ponto a mais que os do Tesouro

Carla Miranda

19 de julho de 2011 | 15h45

Investir nas empresas de maior credibilidade já é quase tão seguro quanto colocar dinheiro nos títulos do Tesouro dos Estados Unidos, informa o “Wall Street Journal”.

Papéis emitidos pela Johnson & Johnson com vencimento em agosto de 2012, os que estão em melhor situação segundo dados do banco Barclays, pagam ao investidor apenas 0,1 ponto percentual a mais do que os títulos públicos americanos.

Isso significa que os investidores consideram que o risco de investir na companhia é muito parecido com o de aportar capital em papéis do governo dos EUA. Outras empresas em situação próxima à da Johnson & Johnson são a Microsoft, a Exxon Mobil e a Automatic Data Processing.

Segundo o “Journal”, a desconfiança dos investidores não é sobre a capacidade dos EUA pagarem a dívida, mas o desejo dos políticos de chegarem a um acordo a tempo. Caso o limite legal de endividamento dos EUA não seja elevado, uma parte da dívida que vence em 2 de agosto pode não ser paga.

“Há um risco de que o governo dos EUA escolha não usar os seus recursos disponíveis para pagar os déficit”, segundo uma análise do JPMorgan, destacada na reportagem do “Journal”.

Leia a reportagem no site do “Wall Street Journal” (em inglês)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.