As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Voo em primeira classe está desaparecendo nos EUA

American Airlines decidiu cortar em 90% o número de assentos desse tipo

Carla Miranda

20 de julho de 2012 | 07h00

united_airlines_mac_bishop_nyt.JPG

Mais um sinal de que a crise está atingindo também o chamado 1%: as duas empresas aéreas dos Estados Unidos que resistiam à tendência de diminuir o espaço destinado aos passageiros da primeira classe, a American Airlines e a United Airlines, agora resolveram cortar drasticamente esse setor para conseguirem levar mais passageiros em suas aeronaves, informa o Wall Street Journal.

Isso acontece, segundo o jornal, porque hoje poucos passageiros aceitam pagar pelo conforto da primeira classe.

A American Airlines resolveu reduzir em 90% o número de assentos destinados a esses clientes, de 750 para 80 nos voos intercontinentais. A United deve diminuir em um terço a primeira classe em viagens internacionais.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.