As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Bem-estar no trabalho também é tendência no Brasil

Assim como nos Estados Unidos, escritórios do País promovem ambientes saudáveis para seus colaboradores

blogs

12 Agosto 2018 | 07h14

Por Jéssica Díez Corrêa/ especial para O Estado

A preocupação em manter um ambiente de trabalho saudável também está presente no Brasil. Entre as incorporadoras que atuam no segmento, está a Idea!Zarvos, com espaços integrados ao meio ambiente. “Eles estimulam o contato com o ar livre e permitem ventilação cruzada e maior claridade, o que é saudável para os funcionários”, diz o sócio Otávio Zarvos.

Aqui, um dos selos de certificação que garante o bem-estar nas edificações é o AQUA-HQE, emitido pela Fundação Vanzolini. Ele avalia a construção em quatro categorias, como explica a arquiteta Vanessa Keiko, do Estúdio FCK. São elas: ecoconstrução (relação do edifício com o entorno), ecogestão (gestão da energia, água, resíduos de uso e operação), conforto (térmico, acústico, visual e olfativo) e saúde. “Este último, se refere à qualidade dos ambientes, do ar e da água e são feitas três auditorias ao longo do projeto e da obra.”

A sede do Mercado Livre, em Osasco, segue a premissa do espaço saudável. Além de áreas de descanso e lazer, o local possui telhado com painéis fotovoltaicos, iluminação automatizada em LED, aberturas para entrada de ar e luz natural e tanques abastecidos por água da chuva para irrigação de jardins e abastecimento de bacias sanitárias. “Tudo projetado para oferecer conforto e bem-estar aos colaboradores”, diz Carolina Fernandes, gerente da empresa. O projeto é do escritório de arquitetura Athié Wohnrath.

Para a arquiteta Mariana Guedes, do estúdio Arealis, atitudes simples promovem melhor ambiente de trabalho. “Móveis ergonomicamente confortáveis trazem benefícios para a postura. A exposição à luz natural melhora a saúde mental. Espaços abertos favorecem o fluxo de pessoas e reforçam o senso de comunidade.”