Castelinho da Brigadeiro será aberto ao público
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Castelinho da Brigadeiro será aberto ao público

Leon Victor de Queiroz

30 Setembro 2010 | 19h05

A iniciativa é do Smirnoff Nightlife Exchange Project, que alugou o Castelinho da Brigadeiro, um dos últimos remascentes da arquitetura art nouveau paulistana, para abrigar a exposição que faz uma retrospectiva inédita das últimas quatro décadas de baladas na cidade. “Encontrar o local foi uma luz. Já tínhamos visto mais de dez locações e nenhuma tinha as características que precisávamos”, conta o diretor da Agência Nossa!, promotora do evento, Amauri Fantato.

Fantato diz que a negociação não foi simples. “Como se trata de um imóvel tombado, tivemos que apresentar o projeto do evento e tomar uma série de providências na produção. Não montamos nada aqui, não usamos martelos e tudo é instalado sobre uma proteção de carpete”, explica. As fotos estão organizadas em painéis de madeira, que chegaram prontos ao casarão. “Tivemos também que contratar seguro adicional, para cobrir toda a casa. Teremos um alto fluxo de pessoas, pois a entrada é livre. Qualquer dano será reparado e o Castelinho será entregue da mesma forma que recebemos”, diz.

Essa locação mostra que imóveis tombados não precisam ser necessariamente um mico imobiliário. É cada vez mais frequente a locação, pelos produtores culturais da cidade, de mansões e imóveis como o Castelinho, para a realização de festas e eventos. “Faltam locações charmosas e diferentes na cidade. Imóveis como este são uma ótima opção”, diz Fantato. O casarão pertence ao grupo Monfarrej e foi restaurado e colocado para alugar há oito anos.

A exposição abre amanhã (1 de outubro) ao público e fica até o dia 17. A entrada é franca. Para mais informações sobre o evento, clique aqui