Mercado de imóveis prontos terá promoções no mês de setembro

Duas imobiliárias já confirmaram ações de desconto

Claudio Marques

16 de agosto de 2014 | 19h24

GUSTAVO COLTRI

As promoções não se restringem ao mercado de imóveis remanescentes. Duas imobiliárias realizarão ações em setembro, com foco nos prontos.

A imobiliária Lello realiza atualmente uma campanha para incentivar proprietários de imóveis usados a oferecer descontos. De acordo com a diretora comercial da empresa, Roseli Hernandes, houve, em 2014, aumento na oferta de bens para comercialização e locação, e a feira, marcada para o mês que vem, poderia aumentar a atratividade dos produtos. A expectativa da Lello é de que cerca de 1,5 mil unidades passem a ser oferecidas com abates de até 30%.

De 1º a 30 de setembro, a imobiliária Brasil Brokers também promove em 11 estados brasileiros a quarta edição do Festival de Imóveis Prontos. Serão oferecidos cerca de 5 mil imóveis durante a promoção, com descontos de até 10%.

A situação do mercado de imóveis prontos passa por momentos mais modestos este ano. O índice FipeZap, apurado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) sobre anúncios de unidades no portal Zap imóveis, apontou em julho crescimento de 0,6% na média de valores na cidade de São Paulo. No entanto, 25 das 127 regiões pesquisadas no município apresentaram estabilidade ou queda de preços.“Essa é uma quantidade de bairros relevante e mostra que o aumento médio em São Paulo não é generalizado”, diz o economista Eduardo Zylberstajn, coordenador do indicador.

Na lista das regiões sem variação em julho figuram Jaraguá, Barra Funda e Limão. Outras 15 tiveram pequenas reduções: Água Fria (-0,1%), Butantã (-0,1%), Jaguaré (-0.2%), Berrini/Vila Cordeiro (-0.2%), Sacomã (-0.2%), Jardim da Saúde (-0.3%), Consolação (-0.3%), Heliópolis/São João Clímaco (-0.3%), Cangaíba (-0.4%), Vila Jacuí (-0.4%), Cidade Líder (-0.4%), Liberdade (-0.5%), Brasilândia (-0.7%), Cidade Dutra (-0.8%) e Grajaú (-0.9%) .

As maiores reduções, por sua vez, ocorreram na Vila Gustavo (-1.0%), Jaguara (-1.0%), Canindé/Pari (-1.1%), Parque do Carmo (-2.4%), Jardim Paulistano (-1.6%), Jardim Peri (-2.4%) e Sapopemba (-6.5%).

“De mês a mês, há questões pontuais, mas parece ser pouco refutável o fato de que o mercado imobiliário está em um momento mais devagar do que já esteve. E quem sofre com isso são, principalmente, as imobiliárias, por isso surgem as promoções. Um desconto de 5% no imóvel é melhor para elas do que esperar para vender”, diz.

Tudo o que sabemos sobre:

Descontofeirãoimóveispromoçãosaldão

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.