Mercado imobiliário escolhe os seus melhores empreendimentos e projetos
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Mercado imobiliário escolhe os seus melhores empreendimentos e projetos

22ª edição do Prêmio Master Imobiliário tem 18 vencedores nas categorias Empreendimento e Profissional

Claudio Marques

01 Setembro 2016 | 13h21

FOTO: DANIEL TEIXEIRA/ESTADÃO

FOTO: DANIEL TEIXEIRA/ESTADÃO

A excelência em obras prontas e em projetos foi reconhecida pelo mercado com a concessão do prêmio Master Imobiliário. Nesta 22ª edição, o júri escolheu os 18 vencedores, nas categorias Empreendimento e Profissional, observando critérios como inovação e desempenho, sucesso em vendas e criatividade, ousadia e visão empresarial.
Foram contemplados trabalhos que promovem o desenvolvimento de empreendimentos imobiliários e a qualificação do setor, como, por exemplo, relacionamento com clientes e campanha publicitária, oportunidade estratégica e aumento da produtividade, soluções arquitetônicas que agregaram valor ao produto, retrofit com requalificação do ambiente urbano.
Dois cases de vendas de moradia social com lazer, que apresentaram excelentes resultados mesmo em cenário adverso para o setor, receberam prêmio de comercialização. Os vencedores foram escolhidos por representantes de sete entidades do setor e de áreas vinculadas, como construção civil e imobiliária, segmento publicitário e também do meio acadêmico.

Visão de mercado e arrojo garantem troféu

Neste 22º Master Imobiliário, a Brookfield levou dois prêmios na categoria Empreendimento. Um pelo New Way, com 399 apartamentos, no Glicério, região central de São Paulo, e outro pelo empresarial Worldwide Offices, com 75 mil m² de área construída, no Rio de Janeiro.

A comissão julgadora diz que o residencial iniciou a transformação da Baixada do Glicério. Com 25 andares e área de lazer, renova uma região degradada.

Para o júri, o Worldwide eleva o patamar de empreendimento comercial no Centro Metropolitano da Barra, zona oeste da cidade do Rio. A Brookfield foi a única empresa que conquistou dois troféus neste ano.

Promotores do evento, o Sindicato da Habitação (Secovi) e o capítulo brasileiro da Federação Internacional Imobiliária (Fiabci) esperavam reunir 1.400 convidados na festa de premiação, ontem no Clube Monte Líbano. “É um momento de celebração que já faz parte do calendário de São Paulo e do País”, afirma o presidente do Secovi-SP, Flavio Amary. “É a redenção do empreendedor”, diz o presidente da Fiabci Brasil, Rodrigo Luna. “Apesar das dificuldades, vemos cases maravilhosos.”

Dois empreendimentos comerciais foram consagrados. A Eztec com o EZ Towers, “um marco na paisagem urbana de São Paulo”, segundo o júri, que destacou o arrojo das duas torres e os cuidados com o meio ambiente. Em Brasília, PO700, com lajes corporativas e lojas, também mereceu destaque pela preservação ambiental.

Em Santana, zona norte da capital, o multiuso The Point, da Sabel Incorporadora e Labat Construtora, ganhou prêmio de residencial e comercial.

Com vendas da Frias Neto, o Timboril foi a estreia da Construtora Adolpho Lindenberg em Piracicaba (SP). Ganhou o troféu de residencial, com 125 apartamentos de alto padrão.

O retrofit do Studio Avanhandava, no centro de São Paulo, transformou prédio de escritórios em residencial, com 126 estúdios, onde funcionou o tradicional restaurante Gigetto.

Completa a lista de oito premiados na categoria, o Paranoá Parque, da Direcional. Construído em Brasília, por meio da programa Minha Casa Minha Vida, numa área de 1,5 milhão de m², têm 390 edifícios, com 6,2 mil unidades de dois dormitórios.