Otimismo na construção é menor

Claudio Marques

28 de setembro de 2011 | 16h26

O otimismo dos empresários sobre a atividade da construção em setembro é o menor desde janeiro de 2010. As expectativas dos industriais do setor para o nível de atividade nos próximos seis meses registraram 56,2 pontos, contra 60,1 pontos em agosto. As informações são da Sondagem Indústria da Construção, divulgada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) nesta quarta-feira, 28 de setembro. O indicador varia de zero a cem.

Valores acima de 50 pontos indicam aumento da atividade, produção acima do usual ou expectativa positiva.

Na comparação com setembro de 2010, quando o indicador assinalara 65,3 pontos, a queda do nível de atividade neste mês foi ainda maior: 9,1 pontos. O economista da CNI Danilo Garcia afirma que, apesar do recuo nas expectativas de atividade da construção, os empresários ainda estão otimistas, pois o indicador está acima da linha divisória dos 50 pontos.

“O otimismo está bem menor porque os empresários do setor percebem um ambiente bem menos favorável aos negócios agora do que em meses anteriores”, destaca.

FONTE: CNI

 

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.