Vendas de imóveis voltam a crescer no Estado de São Paulo

Leon Victor de Queiroz

25 de outubro de 2010 | 20h37

O Creci divulgou ontem o resultado da pesquisa de agosto, que mostra aumento nas vendas de imóveis usados, de  4,29% com relação a julho, e nos contratos de locação, de 8,65%, também em relação ao mês anterior. Foram vendidas 1.342 casas e apartamentos e alugados 3.733 imóveis no período. Na Capital, no entanto, as vendas continuam em queda, de -27,3% no período. A maior alta foi registrada na região do ABCD, de 36,93%. O Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo (CRECISP) reúne informãções de 1.805 imobiliárias de 37 cidades, incluindo a Capital nesta pesquisa. 

Segundo o presidente do CRECISP, José Augusto Viana Neto, os dados indicam uma recuperação do mercado, que registrou queda nas vendas em junho (23,06%) e julho (3,7%) e prevê  mais crescimento nos meses que faltam para o fechamento do ano. “As famílias terão mais dinheiro em caixa com o recebimento de bônus, participações em lucros e resultados de empresas, 13º salário e férias”, afirmou.

Os financiamentos foram a principal forma de acesso à casa própria em três das quatro regiões em que se divide a pesquisa: na Capital, somaram 55,06% do total, divididos entre Caixa Econômica Federal (CEF) com 38,87% e demais bancos com 16,19%. No Interior, os imóveis financiados representaram 61,03% do total vendido, percentual que chegou a 64,28% na região formada pelas cidades de Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Guarulhos e Osasco. Só no Litoral é que as vendas à vista (54,87%) superaram as feitas por financiamento (42,24%).

Tudo o que sabemos sobre:

aluguelimóveismercadousadosvendas

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.