As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ação da Apple passa dos US$ 700

Nayara Fraga

18 de setembro de 2012 | 18h18

iphone2_eric_risberg_ap_blog.jpg

As ações da Apple passaram os US$ 700 nesta terça-feira, 18, reforçando a posição da empresa fundada por Steve Jobs de a companhia mais valiosa do mundo. Os papéis da empresa, que alcançaram a máxima de US$ 702,33 hoje, fecharam o dia cotados a US$ 701,91, em alta de 0,30%. O valor de mercado da companhia está em US$ 657,97 bilhões.

A Apple se beneficia nesse momento da repercussão das encomendas do iPhone 5, novo smartphone da companhia, lançado na quarta-feira, 12. Duas milhões de unidades foram encomendadas nas primeiras 24 horas após o início da permissão das pré-ordens de compra. O interesse é maior que o visto na época do lançamento da geração anterior do aparelho, o iPhone 4S, que recebeu 1 milhão de pedidos no primeiro dia de encomendas.

O iPhone 5 chega às prateleiras das lojas dos Estados Unidos no dia 21 de setembro. O aparelho tem tela maior, apesar de largura igual, é mais fino e mais leve que o iPhone 4S. Também tem suporte à conexão 4G LTE e usa um novo processador (A6) — que a Apple diz ser duas vezes mais rápido que o A5, usado na geração anterior do telefone.

Em 20 de agosto, a companhia já havia sido considerada a empresa mais valiosa de todos os tempos, ao ter o papel negociado a US$ 664,74 e obter o valor de mercado de US$ 623,14 bilhões. Ela ultrapassava, nesse dia, o maior valor de mercado já atingido na história, de US$ 620,58 — marco da Microsoft em 1999, auge da bolha de tecnologia.

Do início do ano até esta terça-feira, o valor do papel da Apple subiu 74%.

Veja a oscilação da ação da Apple de outubro de 2011 até esta terça-feira, 18. O gráfico é do Google Finance.

apple_acao700_oscilacao_1.jpg


VEJA TAMBÉM

Encomendas do iPhone 5 superaram 2 milhões em 24 horas, o dobro do anterior

Uma pausa na revolução

Sem Jobs, Apple volta a ser uma empresa como as outras

Velozes e tediosos

Ações da Apple batem nova máxima e empresa se reafirma como a mais valiosa

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.