Apple pode lançar iPhone com tela maior, de até 6 polegadas, diz ‘Wall Street Journal’

Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Apple pode lançar iPhone com tela maior, de até 6 polegadas, diz ‘Wall Street Journal’

Mariana Congo

05 de setembro de 2013 | 19h50

Na próxima semana, os olhos do mercado de tecnologia estarão voltados para a Apple. A empresa vai realizar dois eventos e a expectativa é pelo lançamento do novo iPhone e também de uma versão mais barata do aparelho (o chamado iPhone 5C). Isso seria parte da estratégia da empresa para os mercados emergentes, principalmente a China.

Mas a Apple parece disposta a colocar no mercado um portfólio com mais opções de smartphone. Uma reportagem do Wall Street Journal diz que, segundo fontes, a Apple está realizando testes para também lançar um iPhone com tela maior, de 4,8 a 6 polegadas. A empresa não quis comentar o assunto.

Para se ter ideia, o iPhone 5 tem tela de 4 polegadas, enquanto o Galaxy S4, concorrente direto, 5 polegadas.

Apple pode lançar iPhone com tela maior, diz 'WSJ'

Estratégia

Segundo o WSJ, com seu aparelho tocador de música, o iPod, a Apple já coloca em prática a estratégia de oferecer diversos tamanhos e opções de um produto para o consumidor, com modelos como o iPod Touch, iPod Nano e iPod Shuffle. Lançar um iPhone de baixo custo e, posteriormente, um iPhone com tela maior, seria a continuação da estratégia de amadurecimento de sua linha de produtos.

Enquanto isso, a rival Samsung domina o mercado de smartphones com diversos modelos e tamanhos de celular, inclusive com os chamados “phablets”, telefones com tela tão grande que chegam a desempenhar o papel de tablet. Nessa linha, a Samsung lançou o Galaxy Note III nesta semana, com tela de 5,7 polegadas.

VEJA TAMBÉM

Relógios e TVs 4K são destaque na IFA 2013

Política do Facebook é alvo de críticas

(Foto: Reprodução/Apple)

Tudo o que sabemos sobre:

AppleiPhoneSamsung

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: