As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Apple vende 5 milhões de iPhone 5 em três dias

Nayara Fraga

24 de setembro de 2012 | 12h26

Atualizado às 13h42

ihone5_AP_Photo_Eric_Risberg_blog.jpg

A Apple afirmou ter vendido mais de 5 milhões de unidades de seu novo smartphone apenas três dias após o lançamento, em 21 de setembro. A quantidade supera os 4 milhões de iPhone 4S (a geração anterior ao iPhone 5) vendidos no mesmo intervalo do ano passado. Ainda assim, o resultado não entusiasmou muito o mercado, que esperava mais. O iPhone 5 foi lançado em dois países a mais que o iPhone 4S e alguns analistas previam que a companhia fundada por Steve Jobs (1955-2011) pudesse vender até 8 milhões de aparelhos no fim de semana.

Às 12h23, as ações da Apple eram negociadas a US$ 690,99, em queda de 1,30%.

Em comunicado à imprensa, a Apple passa aos investidores a mensagem de que a demanda excedeu o estoque inicial. “A demanda pelo iPhone 5 tem sido incrível e nós estamos trabalhando duro para que cada consumidor que deseja o smartphone o tenha em mãos o mais rapidamente possível”, diz Tim Cook, presidente da Apple.

O executivo informa que, embora o estoque inicial tenha sido totalmente vendido, as lojas continuam a receber remessas de iPhone 5 regularmente. O smartphone pode ser encomendado pelo site da companhia também, que informa no ato da compra o prazo para entrega.

Ao noticiar os 5 milhões de aparelhos vendidos, sites e blogs de tecnologia americanos destacam que o volume é decepcionante. “É improvável que esse número agrade Wall Street”, diz o All Things D.

O site Business Insider lembra que o analista Gene Munster, do banco de investimentos Piper Jaffray, estimava entre 6 milhões e 10 milhões de unidades vendidas. Nesse caso, 6 milhões seria “o pior cenário”. “Então, isso (5 milhões) é pior que o pior cenário”, diz o site.

Antes do início das vendas, a Apple informou ter recebido 2 milhões de ordens de pré-compra nas primeiras 24 horas em que o serviço ficou disponível no site. A demanda, maior que a do iPhone 4S (que recebeu 1 milhão de pedidos no mesmo intervalo), fez os analistas aumentarem as apostas na companhia.

O iPhone 5 foi apresentado pela Apple no dia 12 de setembro, em São Francisco, na Califórnia. Comparado com seu antecessor, o aparelho é mais leve, mais fino e tem tela maior. Outras novidades são o suporte à conexão 4G LTE e o processador A6, que a empresa diz ser duas vezes mais rápido que o A5, presente no modelo anterior.

VEJA TAMBÉM

Com filas, iPhone 5 começa a ser vendido

Novo sistema do iPhone deixa Google Maps de fora

Ação da Apple passa dos US$ 700

Pegadinha: com iPhone 4S em mãos, povo avalia iPhone 5

LINK: Uma pausa na revolução

Sem Jobs, Apple volta a ser uma empresa como as outras

Tudo o que sabemos sobre:

AppleiPhoneiPhone 5Steve Jobs

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.