Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Black Friday deve aumentar em 25% compras para o Natal via internet

Nayara Fraga

26 de novembro de 2013 | 17h43

As compras eletrônicas relacionadas ao Natal deste ano devem movimentar R$ 3,85 bilhões, de acordo com estimativas da E-bit, empresa especializada em informações do e-commerce. A expectativa representa crescimento nominal (sem descontar a inflação) de 25%, na comparação com o mesmo período do ano passado, quando o faturamento foi de R$ 3,06 bilhões.

De acordo com nota divulgada com declarações do diretor geral da consultoria, Pedro Guasti, a Black Friday será responsável, em partes, pela resultado.

“O Natal é a data sazonal mais importante para o e-commerce e corresponde entre 15% a 20% do total das vendas do ano. Dessa vez, com a Black Friday, prevemos um peso ainda maior”, disse.

O levantamento aponta que itens da categoria Moda & Acessórios devem ser os mais vendidos no Natal, seguidos por Eletrodomésticos; Telefonia/Celulares; Casa & Decoração; Saúde, Cosméticos e Perfumaria; e Informática.

Guasti reforça que a realização da Black Friday deve ser importante para que os consumidores antecipem as compras, principalmente no comércio eletrônico.

“A antecedência nas compras é uma recomendação importante na época do Natal. O consumidor deve fazer suas aquisições pelo menos 20 dias antes da data. Dessa forma, ele garante que seus produtos cheguem a tempo para a comemoração”, explica.

A Black Friday Brasil 2013 começa nesta sexta-feira, 29, e vai até 1º de dezembro, tanto para compras em lojas virtuais como no varejo tradicional. E você fica sabendo como aproveitar melhor as promoções na cobertura em tempo real preparada pelo Estadão, já no ar.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: